24 de setembro de 2008

CXLV - de perto se vai ao longe

Podemos ir longe, se começarmos de muito perto. Em geral começamos pelo mais distante, o "supremo princípio", "o maior ideal", e ficamos perdidos em algum sonho vago do pensamento imaginativo. Mas quando partimos de muito perto, do mais perto, que é nós, então o mundo inteiro está aberto – pois nós somos o mundo. Temos de começar pelo que é real, pelo que está a acontecer agora, e o agora é sem tempo.
Jiddu Krishnamurti

2 Comments:

Blogger joquinhas said...

Não podemos viver tudo ao mesmo tempo, por isso há que viver o agora que é um momento único e que não devemos deixar que passe despercebido!...
Já não passava aqui há muito tempo, mas é sempre bom regressar. Não nos conhecemos pessoalmente, mas fui acompanhando esporadicamente o teu caminho, nomeadamente por essa África, Terra carregada de energia!... Gosto disto. De ser surpreendida com boa energia das pessoas.

quinta-feira, outubro 23, 2008 9:57:00 da tarde  
Blogger arturibeiro said...

joquinhas,
boa energia troxe o teu comentário ao blog, ao post e ao meu sorriso!

tanto...

namaste. hari om. amém. estamos juntos!

segunda-feira, outubro 27, 2008 5:09:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home