11 de outubro de 2006

LXII - A Cor dos Desejos

Os desejos são pigmentos de cor. Umas vezes cinzentos e impossíveis. Outras, vermelhos e arrebatadores. Um segundo...um instante...um pensamento, e a existência simples e descolorida transforma-se num mundo gico onde tudo e todos são possíveis. Quem nunca desejou? Quem nunca viu ... vermelho?

2 Comments:

Anonymous X said...

Olá! :)

Esta essência é absolutamente maravilhosa... talvez porque já a conhecia... talvez porque me chegaste a enviar, via telemóvel, esta mensagem.

A razão mais importante... absolutamente maravilhosa porque sempre que penso nestas palavras te vejo... e ver-te, ainda que em pensamento, é o que dá alento a muitos dias, a muitas noites... a muito da minha existência, por mais estranho que pareça...

Uma beijoquinha do tamanho do mundo... e um obrigada por existires!

quinta-feira, maio 24, 2007 6:48:00 da tarde  
Anonymous PI said...

Artur...
Mais uma vez....as tuas essências chegam à minha caixa do correio.
Fico feliz de partilhares esses teus momentos com as palavras... agradeço-te por te lembrares sempre de mim.
quem nunca desejou...nem viu vermelho.... Só pode ser alguém q nunca viveu.... ;)•
amei a cor dos desejos...LINDO!!

BEIJINHOS DA PI

quinta-feira, maio 24, 2007 6:52:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home